ptendees

Revista Perfil | Capas

Como se Perdoar

Como se Perdoar

Entenda a liberdade do Perdão
Olá meu querido amigo e minha querida amiga.

Muitas pessoas não conseguem se auto perdoar e ter um romance com sua própria história. Além disso, elas acreditam que com o passar do tempo vão se tornar mais calmas, tranquilas e que as mazelas da vida as farão amadurecer e as crises as tornarão mais sábias, mas, na verdade, isso não tem base científica.

Às vezes, com o passar do tempo, criamos prisões em nossa própria mente. Por isso, fazer o exercício de se perdoar e se libertar dessas prisões é fundamental.

Quais são os problemas de não se perdoar?

Perdoar-se é uma das maiores dificuldades do ser humano, pois representa sua auto aceitação, ou seja, aceitar você da forma que você é.
Quem não se perdoar, se torna escravo da própria mente, o que pode prejudicar as relações familiares, o trabalho e as relações humanas.

Além disso, outro problema da falta do auto perdão é a crítica excessiva que faz com que você busque sempre uma perfeição que não existe e, com isso, você acaba sofrendo ou, até mesmo, se punindo de forma desnecessária.

Pense na seguinte questão: você colocaria seu filho em uma escola que o pune por seus erros? Que o agride e o maltrata simplesmente por errar?
Acredito que sua resposta seja não! Então, se você não deseja isso para quem ama, por que fará isso com você mesmo?
Não podemos ser carrascos de nós mesmos. Então, precisamos nos amar como somos com nossos erros e acertos.

Como é possível se perdoar?
Para você saber como se perdoar, queria pedir um exercício neste momento: dê um abraço em si mesmo, literalmente falando! Centenas de milhares de pessoas no mundo nunca tiveram a experiência de se abraçar.
Depois desse abraço diga para si:
- eu me estresso;
- causo muitos problemas para mim mesmo;
- mas eu prometo que vou namorar a minha vida.

Essa é uma ferramenta simples que é possível utilizar para praticar o auto perdão: aprender a se abraçar e se amar da forma que você é!
Para se perdoar é preciso apostar em si mesmo ou dizer para você “poxa, eu sou incrível, apesar dos meus defeitos e falhas”.
O amor mais inteligente é aquele que começa quando você se auto perdoa, investe em você e quando não desiste dos seus sonhos.

A partir daí, você vai aprender também a abraçar e acolher os outros, a não desistir das pessoas, além de começar a perceber que há um charme nas falhas. Essa é a base para a construção de relacionamentos saudáveis.

 

Augusto Cury


Médico Psiquiatra, professor e Escritor Brasileiro. Autor da Teoria da Inteligência Multifocal.

 

Date

25 Mai 2022

Tags

Augusto Cury, Colunistas

Revista Perfil:

Mais Conceituada do Brasil 


Baixe o nosso aplicativo

 

Entrar em contato

| Revista Perfil - Editorial

| Tapejara/RS

| Praia Brava - Itajaí/SC

| Jardim Paulista - São Paulo/SP

 

Contato:  Revista Perfil     contato@perfilrevista.com.br