Cases

Durigon & Bée Advocacia - Mulheres empreendedoras que nos inspiram!

Se depender do exemplo delas, vai ser cada vez mais comum encontrar mulheres empreendedoras administrando grandes negócios. 

Nesta edição do PRFL BUSINESS CASE MULHER, entrevistamos as profissionais Taciane Durigon e Alaís Bée.

Advogadas com uma visão de realizar um trabalho mais humanizado na área, através de modernas ferramentas que possibilitam identificar a causa do litígio na sua essência e com isso buscar a solução menos conflituosa e mais eficiente do problema apresentado, para melhor atender os interesses dos clientes. Confira!

Como surgiu o escritório Durigon & Bée Advocacia?

O escritório de advocacia existe desde o ano de 2010 na cidade de Tapejara, iniciou sua atividade com a advogada e sócia fundadora Taciane Durigon, atuando mais especificamente na área do Direito Previdenciário.

No ano de 2017, expandiu as suas áreas de atuação para Cível e Trabalhista, com a chegada da advogada e sócia Alaís Bée, passando a ampliar a gama de serviços jurídicos prestados e implementar uma moderna visão do Direito e gestão na advocacia.

Suas formações:

Taciane Durigon: Advogada. Sócia fundadora do escritório Durigon & Bée Advocacia. Graduada em Ciências Jurídicas e Sociais pela UPF. Pós graduada em Direito Previdenciário pela UPF. Pós graduanda em Direito Civil e Processual Civil pela UNISC.

Alaís Bée: Advogada. Graduada em Ciências Jurídicas e Sociais pela UPF. Pós graduada em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho pela IMED. Em formação na especialização de Gestão da Advocacia Sistêmica.

Centro de atuação do escritório?

O escritório atua nas esferas administrativa e judicial, em instâncias iniciais e superiores, prestando também assessoria preventiva e consultiva tendo como principais áreas de atuação a cível, previdenciária e trabalhista.

Qual ė o grande diferencial do escritório?

O escritório oferece uma forma diferenciada de atendimento, mais humanizado, através de modernas ferramentas que possibilitam identificar a causa do litígio na sua essência e com isso buscar a solução menos conflituosa e mais eficiente do problema apresentado, para melhor atender os interesses dos clientes.

Nesse contexto, buscamos prestar serviços jurídicos personalizados, com profissionalismo e comprometimento, através da busca constante do conhecimento inovador, tanto na área jurídica como em áreas alternativas, para atender não só as expectativas dos clientes, mas também para contribuir positivamente na sociedade.

Quais as grandes vantagens com esta nova forma de atuar com as causas dos clientes?

No contexto atual é necessário o auxílio de advogados que observem as relações do conflito num todo, não só do ponto de vista do cliente ou legal, aplicando a letra fria da lei e levando tudo para ser resolvido no judiciário.  

Um atendimento mais humanizado, se valendo de percepções sistêmicas de todo o conjunto envolvido, de seus sentidos e emoções, agregados ao conhecimento, levam a acolher o cliente de modo empático, resolutivo e corresponsável, promovendo ampliação de consciência às emoções que anseiam pela justiça.

Por fim, a grande vantagem é a satisfação pessoal do cliente, com o trabalho do advogado que o escuta, busca entender suas emoções e até mesmo leva a ressignificar o contexto do problema em que está inserido, conscientizando-o que aquela situação não pode desestruturar ou abalar todas as outras áreas da vida, deixando para o advogado buscar a melhor solução.

Quando o advogado trabalha dessa forma chama para si a responsabilidade jurídica sobre o problema que está enfrentando e libera seu cliente para prosseguir sua vida longe do conflito. A grande mudança ocorre quando o cliente tira o foco do problema e passa a enxergar soluções, até mesmo pacíficas, levando muitas vezes a conciliação amigável com a parte contrária, contribuindo assim, para desafogar o Poder Judiciário de longos litígios, pois a justiça pode ser sim alcançada ainda no escritório.

Como vocês analisam a advocacia hoje? Ela já foi diferente do modelo atual? O que mudou?

O Direito vem passando por sucessivas e profundas transformações nos últimos anos, expandindo a sua abrangência para muitos institutos jurídicos novos, acompanhando assim a evolução humana acelerada. 

A inovação dos julgados dos Tribunais que direcionam o entendimento de novas matérias, assim como a constante mudança legislativa, entre outros fatores, contribuiem para uma mudança assustadoramente rápida e o Advogado deve estar preparado para acompanhar essas mudanças e aplicá-las imediatamente. Este tem sido o grande desafio atualmente.

Nas cidades interioranas ainda predomina a advocacia personalizada e artesanal, ao passo que em grandes cidades as ações de massa, o direito coletivo dos clientes é que tem despertado o interesse de grandes sociedades de advogados, que atuam de maneira metódica e quase que automática nas demandas judiciais.

Outra grande mudança é a implantação do processo digital, ou seja, em pouco tempo não mais existirão autos físicos, apenas vinculados a sistemas virtuais dos Tribunais e também de repartições administrativas. Portanto, os advogados devem dominar além do conhecimento jurídico também as ferramentas tecnológicas para dar andamento e impulsionar os processos que atuam. 

Em síntese, essas são as principais mudanças globais na advocacia nos últimos tempos, mas destaca-se ainda, uma grande inovação, qual seja, aplicação de novas ferramentas até mesmo fora do conhecimento jurídico, para atuar na advocacia e prestar um trabalho de excelência, buscando a atender os anseios pessoais de seus clientes no contexto atual.

Quais perspectivas vocês vislumbram para os futuros profissionais da advocacia? Quais os requisitos básicos para quem deseja entrar neste setor? Que conselhos daria a essas pessoas?

O Direito sempre foi um curso muito instigante e, ao contrário do que muitos pensam, ainda é muito promissor aos futuros profissionais, pois existe uma gama de carreiras jurídicas que podem ser almejadas por concurso público, além da advocacia. 

Contudo, é necessário que o estudante de direito já inicie sua preparação para a carreira que pretende seguir ainda durante a faculdade, se dedicando com afinco aos estudos, participando da comunidade em que está inserido para adquirir vivências, fazer estágios, entre outras práticas que irão contribuir na sua formação profissional.

Ainda, o estudante que optar pela advocacia deve se preparar inicialmente para ser aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil/OAB, requisito fundamental para estar habilitado a exercer a profissão. 

Quanto ao mercado de trabalho, o futuro profissional da advocacia deve buscar novas alternativas, novas especialidades que são verdadeiros nichos de mercado, as quais estão carentes de profissionais. Ainda, buscar ferramentas alternativas para a aplicação do direito, pois o que qualifica e destaca o profissional é o diferencial, a maneira que ele presta o seu serviço e agrega valores também a sociedade.

A dica é não só almejar o ganho financeiro com a carreira, mas uma realização pessoal e contribuição para a sociedade através do exercício da advocacia. 

Qual o panorama profissional da mulher advogada na atualidade?

A realidade das mulheres no mercado de trabalho nas últimas décadas mudou muito no que diz respeito à inserção no mercado de trabalho. No exercício da advocacia não foi diferente.  

A mulher advogada tem se destacado cada vez mais, mostrando competência no trabalho que desempenha o que é um grande marco feminino, destacando o aumento da sua credibilidade.

É louvável o trabalho das mulheres advogadas que, por sua perseverança, vem alcançando a cada dia, maior destaque em nossa sociedade. Na luta pelas grandes causas da advocacia, as mulheres estão inspirando umas as outras e em breve serão a maioria. Houve uma brusca mudança, de um cenário num passado não muito distante, em que o homem predominava no exercício desta profissão. 

Dinamismo e ação, aliados a sensibilidade e a inteligência racional feminina são os pontos fortes das mulheres advogadas, que estão por toda parte. O avanço e a inovação são fatores preponderantes usados para o destaque das mulheres na advocacia. A mulher advogada faz, lidera, coordena e inova.

 

 


Facebook: durigonebeeadvocacia

Rua Independência, 279, Sala 201 Tapejara
Tapejara, Rio Grande Do Sul, Brasil
(54) 3344-2014

Revista Perfil: Destaque para

sua empresa


Baixe o nosso aplicativo

 

Entrar em contato

| Revista Perfil - Editorial - Matriz

| Rua Júlio de Castilhos, 410 - Sala 504 - Tapejara/RS

| 54 3344 2830

| 54 9 9157 3330


| Revista Perfil - Filial

| Rua Júlio Joaquim Fernandes, 155 - Sala 602 - Itajaí/SC